Buscar
  • Claudia Prieto Neisa

Geração Alpha - Como Estamos Lidando?


Ultimamente tenho pensado muito sobre a tal "Nova Geração", afinal todos os dias o Douglas é capaz de narrar por horas e mais horas situações vividas em jogos de vídeo game, o queridinho do momento é o MineCraft, ainda que como já comentei por aqui várias vezes eu procure dosar ao máximo as atividades no dia a dia deles para que haja uma boa dose de equilíbrio entre o virtual e o material.

No entanto, é exatamente isso que tem me feito refletir sobre esse misterioso mundo da GERAÇÃO ALPHA, afinal se estou tão atenta para que não fiquem 100% do dia jogando ou na frente de uma tela, como ele consegue saber de cada detalhe, de cada episódio, de cada fase, de cada lançamento, de cada música do mundo que gira em torno do MineCraft??? Quando finalmente me dei conta que siiimm, meus filhos são da tão falada e muitas vezes ignorada por nós GERAÇÃO ALPHA.

Bom, vamos lá, se é que podemos denominar como "características", essas são algumas delas, eles nasceram depois de 2010 (exatamente o ano do nascimento dos meus Gêmeos) e tiveram contato de forma totalmente interativa com tecnologia desde a "saída da maternidade", através de smartphones, tablets e computadores, quem não se lembra de se surpreender quando viu um bebê que mal começou a engatinhar e já fazia o "movimento de pinça" com os dedos para mudar a tela do celular que o pai deixou com ele para distraí-lo assistindo algum filminho??? Eu mesmo me choquei diversas vezes com cenas como essa.

Nós somos pais de gerações denominadas como X e Y (conforme gráfico abaixo) que começamos a ter acesso à tecnologia, porem de forma infinitamente menos intensa e por isso muitas vezes essas atitudes de nossos pequenos ainda nos choca tanto.

*fonte: magicwebdesign.com.br

Encontrei um documentário muito interessante e emocionante - Alpha A Nova Geração -

O Filme - (vídeo com documentário https://youtu.be/dnwl4zvOfhc) promovido pela Heinz Papinhas onde mostra pais assim como nós "xizis" e "ipicilons" e educadores refletindo sobre essa nova geração.

Aqui deixo algumas reflexões do documentário:

"Hoje, as mudanças são tão rápidas que o tempo que separa as gerações diminuiu de 25-20 anos para 15 anos."

"Os Alphas serão os primeiros a presenciar um sistema escolar novo,

que não padroniza, mas valoriza as diferenças".

"Quando estiverem em seus 20 anos, estima-se que a população mundial será de 8,3 bilhões, o dobro do que era quando seus pais nasceram".

"Viverão na diversidade. Mais originais e prontos

para desenvolver habilidades que são deles e de mais ninguém".

Especialistas acreditam que crianças nascidas após 2010 são, de fato, mais evoluídas que as outras gerações. “Nosso cérebro está mudando, estamos ficando mais capazes”, diz a psicóloga Fernanda Fúria. O grande desafio dessa mudança de geração se da nas escolas e nos modelos de educação oferecidos, afinal estamos falando de uma geração questionadora e que sabe muito bem o que quer e seu querer hoje é ouvido e não mais ignorado por uma educação que muitas vezes foi arbitrária, "como educar uma geração que não se contenta apenas com os meios tradicionais de ensino e que exige um aprendizado mais dinâmico, acelerado e conectado às tendências tecnológicas?

Vamos concordar que uma criança que desde cedo tem acesso a dispositivos como smartphones, tablets, câmeras fotográficas e videogames não se contentará em ter como método de estudos apenas uma sala de aula fechada, lápis e cadernos, não é mesmo?"

Já o meu maior desafio pessoal como mãe de uma dupla de "Alphas" tem sido entender que eles devem conquistar seus espaços e terão vontades próprias e absolutamente individuais que deverão ser respeitadas, busco sempre acertar, mas vivo assombrada com o medo de não estar dando o meu melhor, apesar de serem Gêmeos tento fazer com que tenham momentos individuais e por exemplo em suas atividades extras (ballet e futebol que demonstraram interesse muito cedo) me preocupei muito se não estavam sendo sobrecarregados por atividades em momentos que poderiam estar brincando, então, combinei com eles que tudo isso tinha que ser feito de forma descontraída e que os fizem felizes e que se a qualquer momento entenderem que não gostam tanto assim disso que podem desistir, ou escolher outra atividade que tiverem interesse, e por enquanto seguem firmes adorando e não querendo perder uma aula sequer, sinto que estão felizes, então que assim seja.

#geraçãoalpha #alpha #educação #novageração #filhos #maternidade #heinzpapinhas #heinz #nascidos2010

117 visualizações
Siga a gente
  • Instagram - White Circle
  • Facebook - White Circle