Buscar
  • Carol – enfermeira neonatologista

Lua de Leite


Quem aí, que após o casamento, não gostou de curtir uma Lua de Mel muito especial ao lado do marido?

A Lua de Mel é aquele período onde comemoramos o início da nova família, normalmente em uma viagem ou um tempo retirados, apenas o casal, sem a presença de terceiros, como filhos ou parentes. Nada melhor para celebrar a união e a nova rotina de casados.

A chegada de um bebê traz consigo uma nova rotina também e nada mais justo do que respeitarmos esse tempo, o pós-parto imediato, que são os primeiros dias em casa com o novo membro da família.,

Chamamos de Lua de Leite o tempo de que mãe e bebê necessitam para se conhecerem, se adaptarem à nova vida e fortalecerem os vínculos.

Durante a gravidez, a maior parte das preocupações gira ao redor do parto e poucas gestantes buscam informações sobre o pós-parto e o início da amamentação. Aí o período do pós-parto imediato pode se tornar um pouco “turbulento”.

A mulher, no pós-parto, pode estar passando por algum desconforto – se for parto cesárea pode ter a dor da incisão cirúrgica e se for parto normal pode ter o desconforto do inchaço na região do períneo. Essa dor pode resultar em alguma limitação para prestar os cuidados ao bebê e para se posicionar para amamentar. Além disso, pode haver dúvidas e inseguranças quanto aos cuidados com o bebê – “será que estou fazendo certo?” é a dúvida que mais passa pela cabeça das recém-mães nos primeiros dias em casa.

Durante a Lua de Leite, o ideal é afastar-se das tarefas e obrigações do dia-a-dia, tentar fazer todo repouso possível, estar em um ambiente calmo e fazer muito contato pele a pele com seu bebê. Quase uma Lua de Mel mesmo, mas, nesse caso, os protagonistas são mãe e bebê. E o pai também pode participar! É um tempo ideal para que a família crie vínculo com o novo membro e se acostume com seus novos papeis.

Se você não se sente física ou emocionalmente confortável em receber visitas, vale apena deixar isso bem claro para a família, enviando uma mensagem dizendo que tudo correu bem e que no momento não estão recebendo visitas, mas que avisará assim que puder recebe-los.

A amamentação é facilitada pela liberação de ocitocina natural, por conta do contato pele a pele com o bebê – a ocitocina é o hormônio do amor e sua liberação fica reduzida em situações de estresse. O que facilita também a amamentação é a livre demanda – ofertar o seio materno livremente ao bebê, sempre que ele quiser – o que realmente fica muito mais fácil se vocês estiverem confortáveis em casa.

A restrição do mundo externo, leia-se “palpiteiros de plantão”, assegura a confiança da mãe, permitindo-lhe um agradável início da relação mãe-bebê.

Ter uma consultora de amamentação nesse período também pode ser maravilhoso – alguém que não te dá palpites, mas sim orientações baseadas em evidências, para você escolher os melhores caminhos pra você e pro seu bebê.

Carol – enfermeira neonatologista

COREN-SP 205.257

www.facebook.com/consultoriananaenem

www.youtube.com/nananenem

Instagram @consultorianananenem

*Fonte Imagem: Google

#luadeleite #amamentação #recemnascido #maternidade #maternidadereal #amamentaçãoapóslicença #amamentar #aleitamentematerno

0 visualização
Siga a gente
  • Instagram - White Circle
  • Facebook - White Circle