Siga a gente
  • Instagram - White Circle
  • Facebook - White Circle
Buscar
  • Dra. Carla Celestrino Arca

O Puerpério


O pós-parto, chamado de puerpério, é um período delicado na vida da mulher. Classicamente tem duração de 42 dias (puerpério imediato) no estudo da obstetrícia, mas sabemos que as mudanças na vida da mulher podem durar muito mais que esse tempo.

Muito se fala e se estuda sobre a regressão das características gravídicas que o corpo adquiriu: o inchaço lentamente desaparece (em até 7 a 10 dias), a barriga vai murchando (beeem devagar), o sangramento diminui até cessar (pode demorar um mês para parar completamente), útero volta ao tamanho normal, as mamas completam o desenvolvimento, mas pouco é discutido sobre dois assuntos que pesam bastante, principalmente pra mamãe de primeira viagem: a amamentação e o psicológico.

Sobre a amamentação falarei à parte em outro artigo, até porque existem outros artigos de qualidade já feitos pela colunista Carol da Consultoria Nana Neném aqui na CakeBaby, mas vale ressaltar que é uma tarefa difícil, que exige bastante esforço, dedicação e apoio dos familiares e pessoas próximas e, sendo assim delicada, tem potencial para mexer bastante com nossa parte psicológica.

Imagine só: você está se recuperando de um parto normal ou de uma cesárea, pode ter dor, deve estar com sangramento, inchada, com as mamas cheias (leva alguns dias pro leite descer, mas até lá o bebê mama e pode machucar nas primeiras vezes), sem dormir e ainda por cima cheia de dúvidas e inseguranças. A gente não sabe o que é normal, o que esperar, tanto em relação à nossa recuperação quanto ao comportamento do bebê. Muitas mães tendem a se fechar e guardar para si todas as frustrações e preocupações desse período. A gente pensa muito na gestação, no parto, no bebê... mas não pensa muito em como nós vamos ficar.

Então vamos lá: prepare-se para esse período. Anote suas dúvidas em relação ao corpo e suas modificações e pergunte nas suas consultas de pré-natal. Nas últimas semanas da gestação aproveite para ir se cuidando, marcando aquele corte de cabelo que você queria, ajeitando aquele probleminha na sua casa que te incomoda, separando roupas práticas e confortáveis para você usar no pós parto e que ajudem a amamentar, porque depois do parto você terá pouco tempo para se dedicar às outras coisas. Peça e aceite ajuda da família e dos amigos.

Procure livros, blogs e até vídeos (youtube contém muitos canais destinados a discussão da maternidade) que contenham dicas práticas de cuidados com o bebê: como ajudá-lo a dormir, dicas de amamentação, dicas de como organizar o quarto, porque eles choram, como dar banho, como fazê-lo arrotar... Enfim, tem uma infinidade de assuntos dentro de cada canal com bastante informações úteis vindo de profissionais confiáveis e que pode dar um norte para as mães nesse período e podem nos preparar melhor e amenizar o caminhão de dúvidas que passa em cima de nós.

Procure, também, sempre que possível e necessário, com antecedência, o pediatra que acompanhará seu filho, faça uma consulta com ele ainda na gestação e tenha separado contato de profissionais que você pode vir a precisar no pós-parto: aquela consultora de amamentação que super ajudou sua amiga, aquela fisioterapeuta que ajudou nas dores e na drenagem do inchaço, aquela psicóloga ótima com quem você já fez terapia, uma nutricionista bem acessível, etc.

Acredite: com o tempo, você conseguirá fazer tudo isso e mais. O tempo passa, as coisas melhoram, a gente volta a se encaixar na nossa vida. Uma certa programação e pesquisas feitas com antecedência podem nos ajudar a passar pelo puerpério de forma menos sofrida.

Dra. Carla Celestrino Arca

Médica formada pela UNICAMP (2008-2013)

Obstetra e Ginecologista formada pelo Hospital da Mulher CAISM UNICAMP

(2014-2016)

*Foto: Google

#puerpério #pósparto #mãedeprimeiraviagem #maternidadereal #cuidadoscomsaúde #cuidadoscombebês #amamentação #partohumanizado

141 visualizações