Buscar
  • Claudia Prieto Neisa

"Que tipo de Mãe você quer que seu Filho se Recorde Quando for Adulto?"


No último dia 03 tive o privilégio de presenciar uma verdadeira aula de Parentalidade Positiva com a Magda Gomes Dias da Escola da Parentalidade e Educação Positiva em Porto, Portugal.

Me trouxe importantes reflexões que faço questão de compartilhar com vocês que assim como eu estão dia após dia em busca de uma melhor qualidade de vida em família.

Logo de cara a pergunta foi "Que tipo de mãe você quer que seu filho se recorde quando for adulto?" depois de alguns segundos pensativa, pois nunca tinha pensado no futuro por essa ótica, o questionamento continuou com "O que você está fazendo para chegar lá?", pra pensar né?!

Paralisei quando essa pergunta chegou, o que tenho feito para ser parte positiva "messssmo" da memória afetiva dos gêmeos? Claramente tenho consciência que não significa ser aquela "mãezona bacana que tudo permite, ou a melhor amiga para todas as horas sem nunca dizer NÃO", o que provavelmente seria muito mais fácil, mas que resultado essas atitudes traria para a vida adulta de meus filhos? Que preço pagaríamos por esse excesso de permissividade?

Nós pais, somos as pessoas mais influentes na vida de nossos filhos e Magda afirma o quão é importante estarmos atentos aos 5 PILARES DO MODELO DA ESCOLA DA PARENTALIDADE que ela explicou bem amplamente, conforme abaixo:

RESPEITO MÚTUO

Essa é a base da filosofia da Parentalidade Positiva, quando há respeito entre pais e filhos, alunos e professores, e ainda entre crianças e adultos, não haverá necessidades de se resolver um conflito com palmadas, castigos ou humilhação. Ninguém aprende o que é respeito se não for respeitado, no entanto cabe à nós, pais ensinar aos nossos filhos como RESPEITAR o outro, crianças seguem nossos exemplos .

O excesso na permissividade ao longo da infância, a ausência de regras e limites faz com que as crianças cresçam inseguras e acabará refletindo em um adolescentes sem foco e sem objetivos, portanto não devemos confundir Respeito Mútuo com "deixar a criança fazer tudo que quiser". Simplesmente significa que todos nós, sejamos adultos ou crianças somos merecedores de RESPEITO.

VÍNCULO

Sem dúvida esse é o mais importante dos 5 pilares, trata da qualidade da relação que estabelecemos com nossos filhos, usarmos do bom humor no dia a dia, aprendermos à olhar para cada filho com suas individualidades.

Da mesma forma que o respeito mútuo, o vínculo é ensinado pelo adulto à criança.

Quando a criança sente que tem uma infância segura, terá resiliência para lidar com as adversidades ao longo da vida.

PARENTALIDADE PRÓ ATIVA

Magda é enfática ao dizer que "TEMOS QUE ESTAR PRESENTES NA VIDA DE NOSSOS FILHOS", nenhuma criança ou adolescente deve ser orientada por outra criança ou adolescente.

Devemos dizer exatamente o que pensamos com relação à determinado fato, dizer do que precisamos para que nos sintamos respeitados, As crianças devem ter plena consciência de que em casa quem determina as regras são os pais, regras essas que devem ser estabelecidas de forma clara e objetiva e sem dúvida respeitosa também, dessa forma a criança se sentirá segura e aos poucos vai crescendo e tendo capacidade de discernir.

Nós pais não devemos assumir o papel de tentarmos "convencer ' a criança sobre determinada regra, simplesmente explicar o porque e ponto, não há que se explicar tanto a respeito, dando margem à criança ter autoridade sobre os pais.

Devemos ser referência para nossos filhos.

LIDERANÇA EMPÁTICA

É exercermos nossa autoridade de pais de forma empática e não de forma autoritária. Empática não significa que devemos estar de acordo ou deixar a criança fazer exatamente o que ela quiser, mas sim nos colocarmos no lugar do outro, reconhecer a emoção do outro e me relacionar com ele, ou seja, quando nossos filhos querem fazer determinada coisa que não esteja de acordo com as regras pré determinadas, certamente ele ficará bravo, sentirá raiva naquele momento, e nós enquanto adultos que certamente já nos sentimos assim em outras situações, devemos respeitar o momento da criança, no entanto sermos firmes do porque de nossa decisão, decidimos às regras simplesmente porque somos mais experientes e sabemos exatamente os caminhos que queremos trilhar dentro de nossos valores e crenças.

EDUCAR SEM PUNIR

Quando conseguimos entender e praticar os primeiros 4 pilares, esse ultimo fará todo sentido e será uma consequência, educarmos sem punir nossos filhos, pois quando criamos alicerce para uma relação mais serena em casa, com mais respeito, não haverá necessidade de punição.

Magda Gomes Dias é autora de 3 livros sobre o assunto e certifica pais do mundo todo que procuram viver uma relação mais empática com sua família na ESCOLA DE PARENTALIDADE E EDUCAÇÃO POSITIVA.

Seus livros são:

CRIANÇAS FELIZES que é um guia para aperfeiçoar a autoridade dos pais e auto estima dos filhos.

BERRA-ME BAIXO outro guia que promete que em 21 dias você irá parar de gritar com seu filho.

PARE DE CHATEAR TUA IRMÃ E DEIXE TEU IRMÃO EM PAZ nesse livro Magda nos traz um novo olhar sobre as dinâmicas familiares e a relação que os irmãos criam entre eles.

Cláudia Prieto Neisa


0 visualização
Siga a gente
  • Instagram - White Circle
  • Facebook - White Circle